DORES PRECISAM DE ATENÇÃO

Levante a mão quem nunca se medicou por causa de uma dor…

Nos entupimos de analgésicos para  nos livrar da sensação dolorosa que sempre achamos que vai passar logo, as queixas mais comuns são:

  • Dor de cabeça
  • Dor de garganta
  • Dor no peito
  • Dor nas pernas
  • Dor abdominal
  • Dor nas costas
  • Dor no corpo

As dores nos avisam que há algo de errado em nosso organismo, o problema é que não sabemos o que está por trás dessas dores , uma “dorzinha” de cabeça pode esconder um problema de hipertensão, nas pernas podem esconder uma artrose, uma cólica abdominal pode esconder uma endometriose e por aí vai.

dores

Posso citar um exemplo, eu sempre reclamava de dor nas pernas.  Meu pé direito sempre inchava muito, e a minha desculpa sempre era por ter ficado muito tempo em pé, até que meu tornozelo inchou ao ponto de deformar e então depois de ir em alguns médicos fui encaminhada ao reumatologista e as minhas “dorzinhas” eram da Artrite Reumatóide.

Nunca deixem para lá aquela dor que incomoda, busque ajuda, pode ser até cansaço, mas melhor ouvir isso de um profissional.

Ajude seu médico a descobrir a causa de seus “ais” levando o maior  número de informações possíveis.  Veja abaixo as dicas dos especialistas:

  • Quando  – Puxe pela memória o dia, semana ou mês em que sua dor deu as caras e identifique a frequência com que ela aparece — se é diária, quantas vezes por dia se manifesta e quanto tempo costuma durar.
  • Onde  – Aponte os lugares do corpo em que a dor ocorre. Se for difícil especificar um ponto, mostre a região afetada. Explique também se ela começa em um lugar e, dali, se irradia para outros.
  • Como  – Descreva a sensação — queima? Dá pontadas ou agulhadas? Formigamento? No lugar onde dói, você sente um aperto ou pressão? Acredite: para os ouvidos dos especialistas, esse tipo de informação vale ouro.
  • Avaliação – Dê uma nota de 1 a 10 à sua dor, comparando-a a outras que você já sentiu. Avalie o grau e não deixe de contar ao especialista se teve febre, perda de apetite ou falta de sono depois que a dor apareceu.
  • Soluções – O que fez para diminuir a dor? Relate se uma bolsa de água quente ajudou. E preste atenção no seu corpo para dizer o que parece piorar a sensação dolorosa — comida gordurosa, esforço físico… o quê?

Não menospreze, o corpo avisa quando tem algo errado, toda dor precisa ser checada, principalmente se for uma dor que você nunca sentiu.

Beijocas,

Claudinha

Anúncios

Sobre Claudinha Grycak

Brasileira, divorciada, natural de São Paulo, 40 anos. Sou portadora de Alopecia há 21 anos, criei esse blog para aproximar as pessoas que sofrem desse problema. "Aceitação não é comodismo ou fuga, o ato da aceitação equivale a envolver com amor profundo os fatos que não podemos alterar e encará-los como circunstâncias a serem vivenciadas e vencidas para o fortalecimento do nosso ser."
Esse post foi publicado em Dicas, Diversos, Doenças, Medicação, Saúde, Tratamentos, Utilidade Pública e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s