VOCÊ JÁ OUVIU FALAR EM FILMTHERAPY?

Por Claudia Grycak

Filmtherapy ou Cinematerapia é uma das novidades nos tratamentos sugeridos por psiquiatras, psicólogos e terapeutas.  O psiquiatra italiano Vincenzo Mastronardi, há 30 anos têm estudado e aplicado a técnica da Cinematerapia em seus pacientes.

Hoje já existem mais de 2.000 filmes catálogados que são indicados para tratamentos de ansiedade, depressão, estresse no trabalho, problemas familiares, problemas amorosos, etc.

Segundo Mastronardi, a atmosfera criada pelo cinema age como um estimulante e permite um “mergulho” na narração cinematográfica, como se a pessoa estivesse num sonho. Identificado o próprio drama na tela, este passa a ser visto com mais objetividade, impulsionando o desfazimento do nó que causava determinado sofrimento psicológico.

Mas os especialistas esclarecem que a Cinematerapia é uma ferramenta que deve ser manejada com habilidade por um especialista, sobretudo quando o sujeito tem um problema profundo, como a depressão. Se há um tratamento em curso, a terapia pode ser sugerida como coadjuvante; caso contrário, é preciso procurar o apoio de um profissional. Isso porque a obra cinematográfica deve funcionar como um “cavalo de Tróia — veiculando, propondo e sugerindo mensagens e comportamentos alternativos aos estados patológicos.

Vamos ver alguns dos filmes catálogados:

Para refletir sobre os erros cometidos durante a própria atividade profissional

LEÕES E CORDEIROS – (Robert Redford, EUA, 2007; Tom Cruise, Robert Redford). Arian e Ernest são dois alunos universitários inspirados por um professor cheio de ideais e decidem fazer algo de importante em suas vidas, alistando-se no exército para entrar na linha de fogo no Afeganistão.

Para quem está estressado no trabalho

TEMPOS MODERNOS – (Charles Chaplin , EUA, 1936; Charles Chaplin). O filme é uma sátira sobre a vida em uma sociedade industrial e consumista. Trump (Chaplin) se confronta com todas as invenções desumanas de uma fábrica, que acabam levando-o à loucura.

Para quem precisa ter mais fé no futuro e nas próprias competências

ERIN BROCKOVICH – UMA MULHER DE TALENTO – (Steven Sodenbergh, EUA, 2000; Julia Roberts). A história de Erin Brockovich, uma mulher solteira, mãe de três filhos, que perde uma ação judicial e exige que o seu advogado a empregue em seu escritório. Organizando arquivos de um caso judicial, ela descobre um fato que modificará sua perspectiva de vida para sempre.

Para quem está fazendo jornada dupla por ser mãe e profissional

PRESENTE DE GREGO – (Charles Shyer, EUA, 1987; Diane Keaton). Uma executiva herda um bebê justamente quando estava para obter o cargo que mais ambicionava. Obrigada a assumir a educação da criança sozinha, já que seu companheiro a abandona porque um bebê não estava em seus planos, ela acaba perdendo o emprego e tem de recomeçar do zero.

Para aprender a superar a solidão e investir em relações afetivas

UM GRANDE GAROTO – (Chris-Paul Weitz, EUA/Reino Unido, 2002; Hugh Grant, Toni Collette, Rachel Weisz). Um londrino metido a galã resolve inventar que tem um filho só para poder ir a reuniões de pais solteiros e ter a oportunidade de encontros casuais. A situação muda quando ele conhece Marcus, filho de uma das freqüentadoras e com muitos problemas na escola e em casa. Também é indicado para quem tem dificuldades em assumir compromissos e amadurecer.

Para entender a importância da figura paterna na formação da auto-estima dos filhos

O SOL É PARA TODOS – (Robert Mulligan, EUA, 1962; Gregory Peck, Mary Badham). Em uma pequena cidade do Alabama da década de 1930, um advogado põe sua carreira em risco ao aceitar defender um negro acusado de estupro.

Para entender os sentimentos dos adolescentes

PARANOID PARK – (Gus Van Sant, França–EUA, 2007) A história de um jovem de 16 anos que se vê envolvido em um acidente que o coloca no centro de investigações criminais.

Para falta de auto-estima

FORREST GUMP – (Robert Zemeckis, EUA, 1994; Tom Hanks). História sobre afirmação pessoal, apesar da presença de uma inteligência abaixo da normalidade

Para potencializar a confiança em si mesmo e nas próprias habilidades e crenças

GUERRA NAS ESTRELAS – (George Lucas, EUA, 1977; Harrison Ford). Numa galáxia remota, vários heróis se encontrarão para combater e acabar com a tirania do Império Galáctico.

Para quem se sente vencido pelas adversidades: verdadeira dica comportamental sobre criatividade

A VIDA É BELA – (Roberto Benigni, Itália, 1997; Roberto Benigni, Nicoletta Braschi). Um pai na companhia do filho, num campo de concentração, faz com que o pequeno acredite que a tragédia se trata de uma competição cujo prêmio é um tanque de guerra.

Para entender que não há sentido pensar sobre como a vida poderia ter sido diferente se tivéssemos escolhido outros caminhos

DE CASO COM O ACASO – (Peter Howittn, EUA, 1998; Gwyneth Paltrow, John Lynch). Um trem do metrô perdido e seu impacto na vida de uma mulher. Comédia dramática sobre a vida de uma relações-publicas e as personagens envolvidas em suas duas diferentes vidas..

Sobre o que é importante num relacionamento

DESCALÇOS NO PARQUE – (Gene Sacks, EUA, 1967; Robert Redford). Recém-casados conhecem duras provas em seu amor quando vão morar em apartamento no quinto andar, sem elevador, enfrentando um vizinho conquistador e uma sogra infernal.

Sobre não se deixar levar pelo frenesi da vida cotidiana, esquecendo de cultivar a beleza dos sentimentos

UMA CARTA DE AMOR – (Luis Mandaki, EUA, 1999; Kevin Costner). Após divorciar-se, Theresa dedica-se ao filho e a seu trabalho. Passeando por uma praia, ela acha uma garrafa contendo uma apaixonada carta de amor. Ela decide procurar o autor e o encontra na Carolina do Norte construindo barcos e vivendo sozinho com o pai, após a morte da mulher.

Para não ter medo de enfrentar as próprias responsabilidades

O ÚLTIMO BEIJO – (Gabriele Muccino, Itália, 2000). Casal decide se casar após a notícia de uma gravidez. Às vésperas da cerimônia, o noivo se envolve com uma jovem de 18 anos. Para ele, essa seria a última forma de liberdade antes de assumir responsabilidades de marido e pai.

Para saber que estratégias para encontrar paz e equilíbrio, em meio à adversidade, são possíveis

GILBERT GRAPE, APRENDIZ DE SHONHADOR – (Lasse Hallstrom, EUA, 1993; Leonardo DiCaprio, Johnny Depp). Um rapaz, filho de um pai suicida, enfrenta a vida entre os problemas familiares e o amor por uma jovem.

Para quem sofre de distúrbios pós-traumáticos

SEM MEDO DE VIVER
(Peter Weir, EUA, 1993; Jeff Bridges). A vida de um arquiteto se transforma após um acidente aéreo.

Para quem se sente impotente e sofre de vitimismo

GANDHI – (Richard Attenbourough, EUA, 1982; Ben Kingsley, Candice Bergen). História sobre a vida de Gandhi e a filosofia da não-violência em oposição ao colonialismo inglês.

Para quem se sente deprimido e está desmotivado

O PACIFICADOR – (Mimi Leder, EUA, 1997; George Clooney e Nicole Kidman). Um físico nuclear e um coronel do serviço secreto americano devem encontrar bomba atômica vendidas por mercenários a terroristas bósnios.

Para compreender e se sensibilizar com as escolhas de vida dos pais

AS PONTES DE MADISON – (Clint Eastwood, EUA, 1995; Clint Eastwood e Meryl Streep). Uma dona de casa chamada Francesca conhece um fotógrafo solitário e entre eles nasce um amor destinado a morrer. Após o falecimento de ambos, os filhos de Francesca encontram um diário onde ela descreve os sentimentos que viveu apesar da renúncia que escolheu fazer

Fonte: www.revistavivasaude.com.br

Anúncios

Sobre Claudinha Grycak

Brasileira, divorciada, natural de São Paulo, 40 anos. Sou portadora de Alopecia há 21 anos, criei esse blog para aproximar as pessoas que sofrem desse problema. "Aceitação não é comodismo ou fuga, o ato da aceitação equivale a envolver com amor profundo os fatos que não podemos alterar e encará-los como circunstâncias a serem vivenciadas e vencidas para o fortalecimento do nosso ser."
Esse post foi publicado em Dicas, Diversos, Filmes, Psicologia, Reflexão e marcado , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s